Notícias

Intransigência de Cartaxo espanta aliados e realidade de prefeito é de isolamento

Como já tratado pelo blog em postagens anteriores, a postura arrogante e intransigente do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) vem o deixando isolado no cenário político paraibano e, principalmente, pessoense.

Na semana passada, mandou um recado para Aníbal Marcolino que, como já alertara o blog, serviu para todos os seus aliados que tinham demandas pendentes com o prefeito, ao afirmar com letras garrafais que não governava para resolver problemas pessoais, deixando claro que não esperassem ter suas insatisfações atendidas pelo menos.

Hoje, em inauguração do novo prédio da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), levou um gelo dos vereadores da base. Todo mundo que tem o mínimo de vivência com a política brasileira sabe que, quando alguém vai inaugurar ou lançar algo, TODO MUNDO vai querer uma fatia dos créditos para capitalizar votos e apoio político para as eleições vindouras. Não é o que acontece com Cartaxo.

Na ocasião, apenas João Almeida (SD) e João Corujinha (PSDC) compareceram, já no final do evento, sendo que o último vereador citado tem as bases eleitorais no bairro onde o prédio foi inaugurado – Mangabeira, o que “justificaria” a sua presença.

Não é novidade que muitos vereadores da base têm insatisfações com o prefeito. Desde o início do ano tem sido assim e, se com Helton Renê liderando a base na Câmara, alguns já achavam ruim, com Milanez tem sido pior ainda. Na ânsia de satisfazer Cartaxo, o novo líder tem ignorado totalmente as queixas e demandas dos colegas partidários.

Os parlamentares mais insatisfeitos, no momento, são os vereadores Mangueira (PMDB) e Damásio Franca (PP). Uma reunião da bancada com o prefeito deve ser realizada nesta semana para apagar os focos de incêndio antes que o fogo se alastre.

You Might Also Like